Financiamento imposto de renda

Ola… É a primeira que vou declarar o imposto de renda, sendo desobrigado os anos anteriores. Tenho um apartamento financiado somente no meu nome. Como faço pra declarar? Declaro o valor total da escritura em bens e direitos e o valor da dívida em dívidas e ônus; ou declaro tudo em bens e direitos com o valor pago do financiamento até 31/12/2021?
Sendo que como os anos anteriores não foi declarado, por não estar obrigada, só tenho o extrato da habitação do periodo de 2021, não tenho acesso a períodos anteriores; qual o valor que eu declaro?

1 Curtida

olá @Mariane

Escrevi este tópico que ajudará a sanar suas duvidas, ele vale para 2022 também.

Espero ter ajudado :grinning:

1 Curtida

Informar na descrição o valor total de compra do imóvel e as informações da escritura. Endereço, número do registro no cartório de registro de imóveis, condições de pagamento e forma de financiamento Na coluna de bens e direitos do ano de 2020 colocar o valor total pago (inclusive sinal) até dezembro de 2020. Na coluna de bens e direitos de 2021 colocar o total pago até dezembro de 2021. Na parte de Dívidas e Ônus Reais coloca a diferença entre o valor total de compra constante na escritura e o valor total pago até dezembro de 2021. Assim fazer todo ano. Espero que ajude.

Olá, eu mesma fiz todas as declarações do IR quando comprei meu apto finaciado. Essa parte que já escreveram aqui está correta:
“Informar na descrição o valor total de compra do imóvel e as informações da escritura. Endereço, número do registro no cartório de registro de imóveis, condições de pagamento e forma de financiamento. Na coluna de bens e direitos do ano de 2020 colocar o valor total pago (inclusive sinal) até dezembro de 2020. Na coluna de bens e direitos de 2021 colocar o total pago até dezembro de 2021. “

Mas não coloquei nada na parte de Dívidas e Ônus Reais e nunca caí na malha por isso. Acho que não faz sentido, porque com o imóvel financiado o valor da dívida vai ser atualizado com juros e correção monetária e portanto maior do que está na escritura. No final vc vai pagar mais do que está lá como dívida inicial. Eu por exemplo comprei um apto por 360 mil na época. Paguei 106 mil de à vista e financiei 254 mil. Quando quitei depois de vários anos, os pagamentos do financiamento somados deram muito mais do que os 254 mil iniciais, porque sobre o saldo devedor incidem muitos juros a depender de quanto tempo vc ainda vai levar pra quitar! Lembrando também que vc pode lançar como valor pago as reformas e melhorias comprovadas com nota fiscal feitas no imóvel e também pode somar o ITBI (sim, ITBI pode, mas ITCMD não)! Então se vc considerar como valor da dívida o que está na escritura, vai chegar uma hora que vc teoricamente já teria quitado quando na verdade ainda tem um monte de parcelas em aberto…