Casal na Bolsa de Valores

Você que começou a investir na bolsa de valores já deve saber que poderá ter que pagar imposto de renda nas suas vendas de ações e títulos.

Os lucros obtidos nas vendas na bolsa de valores, chamamos de renda variável.

Quando você vende mais de 20 mil reais num único mês, está sujeito a pagar imposto de renda sobre o lucro obtido.

Caso venda menos de 20 mil reais num único mês, o lucro obtido é isento do imposto de renda, ou seja, não precisa pagar.

Esse imposto deve ser calculado e pago até o último dia do mês subsequente. Exemplo: Se no mês de agosto você vendeu mais de 20 mil reais em ações, e teve lucro, deverá pagar o imposto de renda calculado sobre o lucro, até o final de setembro.

Esse cálculo do imposto de renda, pode compensar prejuízos em meses anteriores. Portanto é importante controlar suas operações na bolsa de valores.

Mas, se eu e minha esposa investimos na bolsa? E declaramos o imposto de renda conjunto, como fica esse limite de vendas mensais?

De acordo com a Receita Federal, a apuração mensal do imposto de renda em renda variável (bolsa de valores) deve ser feita separadamente por cada um. Ou seja, cada um tem direito de vender até 20 mil reais mensais sem pagar imposto de renda sobre o lucro.

Quando chegar o momento da declaração anual conjunta, é declarado separadamente a operação de cada um!

Isso está previsto na IN RFB nº 1.585/2015, art. 59, § 3º, que cita:

‘‘No caso de cônjuges ou companheiros que operem em bolsa de valores, o limite previsto neste artigo poderá ser utilizado por ambos, os quais, no decorrer do ano-calendário, devem apurar e tributar separadamente os ganhos líquidos auferidos por cônjuge, não sendo permitida apuração e tributação mensal em conjunto.’’’

Até mais!

Declarar Investimentos

1 Curtida